sábado, 4 de janeiro de 2014

Bloqueio de Escrita, Esse Filho da Outra!


Pensa, porra, pensa...raios parta a folha em branco! Arghhh, haverá algo pior do que um bloqueio de escrita?!

Todos nós já nos deparamos com este autêntico quebra-cabeças que nos leva ao desespero e nos faz ter vontade de esganar a primeira pessoa que nos aparece à frente. 

A página ou a tela em branco parecem fazer pouco de nós, ao mesmo tempo que nos vamos tornando no nosso pior inimigo.

O problema é quando não podemos adiar um trabalho, a entrega de um artigo e não há a mais pequena luz que nos ilumine o caminho...Bah, terrível e quanto mais procuramos ultrapassar estas verdadeiras barreiras mentais parece que ainda mais altas e intransponíveis se tornam. A analogia do ratinho que corre na roda sem  ir a lado nenhum assenta na perfeição.

Somos um autêntico peão num xadrez mental, em que mal o jogo começou já nos é dado um xeque-mate...A menos que...Sim, é isso...Porque não usar o bloqueio de escrita a nosso favor?


O poeta e novelista Charles Bukowski escreveu uma vez “writing about a writer's block is better than not writing at all" e não é que por vezes resulta mesmo!

A quadra festiva e um final de ano esgotante pareciam ter levado a melhor sobre mim. Nenhum artigo da Cabana do Paraíso ganhou vida desde o dia 22 de Dezembro e quanto mais pensava nisso mais me aborrecia.  

Aqueles que me vão seguindo sabem que criei o blog como um escape, um espaço de recriação sem barreiras, sem limites, escrevendo sobre tudo sem rodeios. Como referi por alturas do primeiro artigo "acima de tudo farei o que me der na real gana", nunca escrevendo por obrigação mas sempre por prazer.

Para 2014 tenho uma série de novas ideias em marcha mas era preciso ultrapassar este entorpecimento de fim de ano e renovar energias.

Um Bom Ano a todos e cá vos espero nestes 365 dias repletos de oportunidades e desafios.

Beijos e abraços   


Sem comentários:

Publicar um comentário