sábado, 3 de novembro de 2012

Temporada 200 - Episódio 1000!



Sabem qual é a maior diferença entre as séries de hoje e as de antigamente? Não...É que as séries de hoje em dia prolongam-se eternamente, arrastando-se artificialmente temporada após temporada. Nem o coelhinho da Duracell dura tanto!

Há uns anos a maior parte das séries terminava ao fim de duas ou três temporadas, o resto ficava à imaginação dos telespectadores. Claro que sempre houve aquelas que cresceram connosco, que atravessaram gerações mas na sua maior parte acabavam quando tinham que acabar. Hoje a maior parte das séries são ou com o tempo transformam-se em produtos sem identidade de consumo instantâneo. 

Hoje vale tudo para manter o interesse no produto, nem que para isso tenha que matar-se o elenco todo. Curioso é que são as ditas séries do "universo feminino" aquelas que mais sofrem. Já viram o último episódio de uma temporada da Anatomia de Grey ou das Donas de Casas Desesperadas? Meus Deus, aquilo é uma verdadeira mortandade. É o lunático sedento de vingança que desata aos tiros, é o avião que cai...Aquilo é potenciador do choradinho completo!

Eu que vejo assiduamente o "The Walking Dead" e o "Boardwalk Empire" começo a pensar que, em comparação, isto é para meninos! "Zombies e Máfia? Xi, onde é que tu andas? Diz-me lá se isso alguma vez tem o potencial sanguinário de um grupo de médicos ou de um bando de donas de casa em fúria...isto sim é uma carnificina!"

Mas nós nos fiquemos por aqui. É que mais do que uma forma desesperada que os guionistas encontraram para manter os telespectadores literalmente "ligados à máquina", está aqui uma verdadeira "mina de ouro" quando se trata de resolver diferendos contratuais:

"Ai queres sair da série? Tudo bem, sem ressentimentos, no próximo episódio preferes levar um balázio ou ser atropelado?" (quem sabe não vem já um formulário de escolha múltipla quando é assinado o contrato...); "Queres ganhar mais? Ui, nem vou discutir, arranja-se já aí uma doença terminal e patinas antes do fim da temporada!"

Ainda me espanto como é que estas séries não têm bolinha vermelha. Não só não têm, como ainda passam em horário nobre. É caso para dizer "There's no Business like Show Business!"


Sem comentários:

Publicar um comentário