quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Barack Obama - Person of the Year 2012



Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, foi designado hoje  "personalidade do ano" pela revista Time, uma distinção que já tinha recebido em 2008.

Reeleito em novembro para um segundo mandato de quatro anos, é "o símbolo e, em alguns aspetos, o arquiteto da nova América", refere a revista norte-americana. 

"Em 2012, (o presidente) criou e trabalhou uma nova maioria, transformou fraquezas em oportunidades e procurou, no meio de grande adversidade, unir o país", escreve a Time no seu 'site'.

O ambiente é em tudo diferente da euforia que se vivia em 2008, o tempo do "Yes We Can", em que não só os americanos mas todos nós de uma maneira geral queriamos acreditar que uma verdadeira mudança estava em curso.


Das polémicas referentes ao não encerramento da Prisão de Guantánamo à prematura atribuição do Nobel da Paz, do difícil parto do ObamaCare à difícil convivência com maioria republicana na Câmara dos Representantes, Obama cedo descobriu que a política não se coaduna com boas ideias e boas intenções e é definitivamente um espaço onde o jogo sujo impera e tudo se decide nos bastidores

Numa conjunta macroeconómica complicada e continuando a contar com um feroz, e porque não dizer vergonhoso, bloqueio republicano, Obama terá de fazer das fraquezas forças e continuar a implementar as suas reformas em temas tão dispares como o ambiente, saúde, emprego e educação.

A título de curiosidade, da shortlist para esta distinção constavam também os nomes de Tim Cook, o novo CEO da Apple, Malala Yousafzai, a jovem rapariga paquistanesa que ousou enfrentar militantes taliban e o contestado Mohamed Morsi, o novo presidente egípcio.


Sem comentários:

Publicar um comentário