terça-feira, 9 de julho de 2013

Há Mar e Mar. Há Seringas e Voltar!



Seringas, cateteres, pensos, frascos de vidro a boiar no mar…Isso agora é razão para se interditar os banhos? Que mariquice! Bem pelo menos é o que pensam as “engenheiras das Águas do Porto” (segundo a repórter da RTP), que ao que parece “não consideraram que havia razões para alarme”. 


A polícia marítima foi pelo mesmo diapasão e achou um exagero os nadadores-salvadores terem hasteado a bandeira vermelha e terem pedido as pessoas para sair da água por estar contaminada…Os agitadores, é preciso ter lata, cambada de malandros! Fora a bandeira vermelha e põe-se a amarelinha que fica mais bonita.


Esta notícia parece saída de uma sessão de stand-up comedy, não fosse a gravidade da situação ocorrida hoje na Praia do Carneiro no Porto.


Material hospitalar a flutuar no mar, objectos cortantes e tudo isto é tratado com tamanha leviandade?! Mais do que uma questão de higiene, não há aqui um risco elevadíssimo de Saúde Pública? Será que fui eu que apanhei demasiado sol e não estou a raciocinar bem?


Não sendo técnico de higiene ou tendo quaisquer qualificações médicas, parece-me inacreditável que a praia não tenha sido interditada ou pelo menos mantida a proibição de banhos por forma a promover os estudos e análises suficientes para perceber se aquilo foi um incidente isolado ou não, bem como procurar identificar a fonte poluidora.


Os únicos que pareceram ter cabeça no meio deste episódio surreal foram os nadadores salvadores, já as demais autoridades e as citadas “engenheiras” não querem é assustar a malta.


Quantos a vocês se cruzarem-se com material hospitalar durante um refrescante mergulho, não sejam maricas e desfrutem! Afinal, qual é o pior que vos pode acontecer…?

Lembrei-me também deste vídeo. Um genial spot televisivo da Smirnoff...



2 comentários:

  1. Fico chocada com a forma leviana como este assunto foi tratado. Acho que o sol está a fazer mal à cabeça de muita gente, felizmente não atingiu os nadadores salvadores. No entanto espero que alguém acorde e se faça uma investigação, pois caso contrário é mais um assunto que se junta ao grande rol da República das bananas que se tornou o nosso País!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É inacreditável, a estupidez está-se a tornar transversal

      Eliminar