sábado, 5 de janeiro de 2013

Dakar 2013 - A Aventura Começa



Está no asfalto...perdão na areia mais uma edição do Rally Dakar. 


A prova de todo-o-terreno mais famosa do mundo partiu hoje de Lima no Peru, passará pela Argentina e terá o seu grande epílogo no dia 20 em Santiago, capital do Chile, depois de percorridos mais de 8.000 km.


Num misto de coragem e loucura, intrépidos aventureiros disputarão a mítica prova, sendo certo que a vitória está apenas ao alcance de alguns. Para a grande maioria o ouro está em conseguir chegar ao fim ou ter apenas a oportunidade de um dia poder dizer com orgulho "Sim, é verdade, eu estive no Dakar".


O Dakar teve a sua primeira edição em 1979, um ano depois do piloto francês Thierry Sabine, nascido no Mali, ter-se perdido no deserto no norte de África (mais precisamente na Líbia) quando disputava o rally Abidjan-Nice. Foi aí que decidiu que as temíveis areias do deserto seriam o local ideal para um rally onde pilotos amadores (idos vão esses tempos) poderiam testar as suas capacidades, enfrentado a adversidade dos elementos. Fruto do seu trabalho e iniciativa nasce o rally Paris-Dakar. 


Apesar de manter o nome "Dakar" (o Paris há muito caiu), a prova já não percorre terras africanas desde 2007. As crescentes ameaças de grupos terroristas, sobretudo na Mauritânia, provocaram o fim abrupto da edição de 2008 quando as máquinas estavam prontas para partir mais uma vez de Belém, Lisboa. 


Com o cancelamento da prova e o anúncio de que passaria a ser disputada na América do Sul muitos anunciaram a sua morte. O certo é que ano após ano, mesmo sem o brilhantismo de outros tempos, uma legião de aficionados continua a seguir a prova, à qual não faltam os melhores pilotos e os mais endinheirados sponsors

Ainda assim diria, que saudades daquelas míticas chegadas a Dakar, onde os bólides percorriam as tórridas dunas sob o vislumbre do azul do mar das fantásticas praias da capital senegalesa.


Quanto ao contingente português que participa na edição desde ano, o único piloto com reais possibilidades de disputar a prova é o motard Hélder Rodrigues, 3º classificado nos últimos dois anos. Ruben Faria e Carlos Sousa, são também dois nomes com história no Dakar que poderão dar um ar da sua graça, disputando, quem sabe, a vitória numa ou noutra etapa.


Quanto a mim, bem continuo à espera que me saia a Sorte Grande para poder juntar o meu nome à lista de participantes.

Sem comentários:

Publicar um comentário